"O direito é criado pelo homem, é um produto tipicamente humano, um artifício sem entidade corporal, mas nem por isso menos real que as máquinas e os edifícios." - Gregorio Robles

16/09/2015

O jurista deve ser uma máquina de leitura

Ainda sobre livros. O juiz Eliézer Rosa, em seu clássico livrinho "A voz da toga", diz: "Não tenha grande biblioteca. É um erro e é vaidade cara. Tenha apenas o necessário". E em outra passagem: "Poucos livros, porém bons livros". Eu, data venia, discordo. Em minha opinião o jurista deve ser uma máquina de leitura. Ter mais ou menos livros dependerá de circunstâncias objetivas -espaço físico inclusive- mas quanto mais, melhor, e sem deixar de lado a advertência do próprio Eliézer: "Ler só não basta. O que importa e muito é o estudo. É a meditação que fecunda e gera os sabedores".

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...