"O direito é criado pelo homem, é um produto tipicamente humano, um artifício sem entidade corporal, mas nem por isso menos real que as máquinas e os edifícios." - Gregorio Robles
Enquete: o público do blog. Qual o seu perfil?
Profissional de Direito
Estudante de Direito
Profissional de outras áreas
Estudante de outras áreas
Created with Survey maker

16/03/2020

Individualismo e Estado "mínimo"


O deslumbramento ultra-individualista, que exorta a adoração blasfêmica do privado e a satanização do espaço público, tem servido para fragmentar e dispersar os vínculos de solidariedade indispensável ao convívio democrático, justo e fraterno no seio das comunidades nacionais. (CASTRO, Carlos Roberto Siqueira. "30 anos da Constituição democrática de 1988". In "O Instituto dos Advogados Brasileiros e os 30 anos da Constituição Federal: temas abordados pela Comissão de Direito Constitucional". SANT'ANNA, Sergio Luiz Pinheiro [org.]. Tirant: São Paulo, 2020).

Na mesma toada, a crítica econômica aos corifeus do Estado "Mínimo", esse neoliberalismo que de neo já não tem nada: Liberalismo primitivo de Guedes não leva a crescimento, diz Lara Resende.

Os burgueses que ilustram o post são de Fred Barnard (1878).

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Leia também: