"O direito é criado pelo homem, é um produto tipicamente humano, um artifício sem entidade corporal, mas nem por isso menos real que as máquinas e os edifícios." - Gregorio Robles

07/07/2021

Bobbio e o aplicativo que trava

norberto bobbio filosofia educação kwai tecnologia informática

Comecei um perfil do blog no Kwai. Estou tentando começar é mais exato, porque não estou familiarizado com o apepê. Ainda bato cabeça, apesar de não ser jejuno em tecnologia. Mas o aplicativo trava, a publicação não entra, o celular não dá foco, a bateria acaba e assim por diante. Vejamos o que sairá disso. Não será para postar dancinhas, é claro, não tenho malemolência para tanto. Tentemos despejar conteúdo jurídico, na medida em que a plataforma permita. 

Dito isso, subi um ridículo vídeo de 11 segundos (!) sobre o clássico "O positivismo jurídico" de Norberto Bobbio. Tão curto que mal dá tempo de dizer o nome da obra. Quebrei a cabeça tentando formatos maiores, não consegui, mexi mais um pouco e agora que já sei como fazer. Depois tento de novo. 

Mas o que eu queria falar de "O positivismo..."? O livro traz um estudo histórico e filosófico do positivismo jurídico, do pensamento grego e latino até a contemporaneidade, traçando as diferenças entre direito natural e direito positivo. Foi o primeiro livro jurídico que comprei, em fins dos anos 90, indicado pelo professor de Introdução ao Direito I (ou o nome que tivesse a disciplina, geralmente uma variante disso). Profundamente didático e de leitura agradável, mas me recordo de na época ter me assustado com as longas passagens em latim já na introdução.

É o tipo de leitura fundamental para o jurista. Jurista, bem entendido. Já falei isso no blog. Não que nós o sejamos; mas a vontade de aprender alimenta a vida. Até o venerando Rui Barbosa não dizia ser apenas um estudante? Falsa modéstia, ok, mas o espírito é esse. Estamos sempre aprendendo. A mexer no Kwai inclusive.

Nenhum comentário:

Postar um comentário